A magistrada Maria José Morgado foi esta terça-feira nomeada procuradora geral distrital de Lisboa, substituindo Francisca Van Dunem que assumiu o cargo de ministra da Justiça do Governo chefiado por António Costa.

Uma nota da Procuradoria Geral da República refere que o "Conselho Superior do Ministério Público deliberou hoje, por unanimidade, nomear, em comissão de serviço, para o lugar de procuradora geral distrital de Lisboa a procuradora geral adjunta Maria José Morgado".

A deliberação foi tomada em sessão plenária, presidida pela procuradora geral da República, Joana Marques Vidal.

Maria José Morgado, nascida em 1951 em Angola, ingressou no Ministério Público em 1979 e desde 2007 dirigia o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

Entre o ano 2000 e 2002 esteve à frente da Direção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICEF) da Polícia Judiciária e em 2006 é nomeada procuradora-geral adjunta do Tribunal da Relação de Lisboa.

A antiga magistrada do MP no extinto Tribunal da Boa Hora, que esteve no julgamento do processo "fax Macau/Melancia", dirigiu anos mais tarde a equipa especial criada para investigar os processos do Apito Dourado, relacionados com corrupção no futebol.