Dois reclusos do Estabelecimento Prisional do Funchal estão internados num dos hospitais do concelho depois de lhes ter sido diagnosticada tuberculose, disse à agência Lusa a direção-geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

Segundo a mesma informação, os dois reclusos «ficaram, imediatamente, internados no hospital do Serviço Regional de Saúde da Região Autónoma» da Madeira, sendo a unidade que trata deste tipo de doenças a localizada nos Marmeleiros, na freguesia do Monte.

A direção-geral adianta que «como sucede em situações similares» foi efetuada uma «limpeza de instalações», estando também a «proceder, sob a orientação do Centro de Diagnóstico Pneumológico, ao rastreio de todos os reclusos e trabalhadores do Estabelecimento Prisional do Funchal».

A informação assegura que, na sequência deste trabalho de avaliação, «até ao presente momento» não foi «referenciada qualquer outra situação».

O Diário de Notícias da Madeira avança hoje que «sobem para quatro os casos suspeitos de tuberculose detetados na cadeia da Madeira», referindo que na segunda-feira, «pelo menos dois reclusos foram hospitalizados após um rastreio realizado no Estabelecimento Prisional do Funchal (EPF)».