A criança de três anos que, na terça-feira, caiu da janela de um prédio com mais de dez metros de altura, em Viana do Castelo, permanece sob vigilância monitorizada no serviço de neonatologia, segundo o hospital local.

De acordo com fonte da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) contatada esta quarta-feira pela agência Lusa, a criança foi transferida da unidade de pediatria para neonatologia «por necessitar de cuidados mais específicos».

Na terça-feira, o chefe do serviço de urgência do hospital distrital de Viana do Castelo disse que o «prognóstico era grave», sendo as próximas horas determinantes para o evoluir do estado de saúde.

Fonte dos bombeiros municipais de Viana do Castelo disse à Lusa que a criança «caiu na calçada de paralelos» e foi transportada para a Unidade Local de Saúde do Alto Minho em estado grave.

A mesma fonte acrescentou que a criança apresentava lesões no rosto e num dos braços.

A queda aconteceu cerca das 19:30 de terça-feira.

No local, estiveram uma ambulância dos bombeiros municipais de Viana do Castelo, a PSP e uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

O comandante distrital da PSP revelou que o processo vai ser encaminhado para o Ministério Público, a quem compete analisar o caso.