A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) realiza esta quinta-feira análises à água do mar da margem Sul do Tejo e espera ter os primeiros resultados durante a tarde, disse à Lusa fonte da instituição.

O registo de quase

80 casos de irritação cutânea nas praias da zona da Costa de Caparica na quarta-feira fez com que as autoridades desaconselhassem esta quinta-feira os banhos de mar a toda a população na margem Sul do Tejo.

A Câmara de Almada também recomendou esta quinta-feira aos utentes das praias da Costa de Caparica que evitem ir a banhos, seguindo as recomendações da Agência Portuguesa do Ambiente e da Autoridade Marítima Nacional.

A recomendação da Câmara de Almada, publicada na página da autarquia na internet, surge na sequência de casos de banhistas com alergias registados na quarta-feira em diversas praias na Costa de Caparica.

A autarquia salienta, ainda, que não existe qualquer fundamento para se relacionar a ocorrência destes casos de alergias com uma eventual contaminação da água do mar por efluentes urbanos e industriais.

De acordo com a Câmara de Almada, as águas residuais do concelho são tratadas a 100% desde 2004, não havendo desde essa altura qualquer descarga de efluentes urbanos ou industriais na frente atlântica.