A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Norte, anunciou esta quinta-feira que deteve quatro alegados assaltantes a uma carrinha de valores, no Porto. O assalto ocorreu, na quarta-feira, junto ao mercado abastecedor do Porto, e culminou na morte de um deles.



De acordo com provas recolhidas, citadas em comunicado da PJ, o grupo criminoso está envolvido em pelo menos quatro outros assaltos a carrinhas de valores, que terão rendido 150 mil euros.



Nas diligências que terminaram com as quatro detenções, a polícia recuperou o dinheiro roubado no assalto junto ao mercado abastecedor, em montante não revelado. A PJ apreendeu também quatro armas de fogo, que terão sido utilizadas na prática dos crimes, cinco carros (dois deles furtados), gorros, vestuário e luvas.



Os detidos, com idades entre os 32 e 58 anos, estão indiciados pela prática dos crimes de roubo agravado, furto, detenção de armas proibidas e falsificação de documentos, na área metropolitana do Porto.



Na quarta-feira, cerca das 17:30, os suspeitos terão assaltado uma carrinha de transporte de valores, junto ao mercado abastecedor do Porto. Na fuga, um dos assaltantes disparou de forma acidental a arma que utilizou e que o veio a atingir mortalmente.



«As detenções tiveram lugar na sequência de múltiplas diligências de recolha de prova que permitiram imputar-lhes a prática de vários crimes de roubo à mão armada a carrinhas de transporte de valores, que vinham perpetrando desde dezembro do ano passado, e que culminaram com o assalto ocorrido ontem [quarta-feira] junto ao mercado abastecedor do Porto e em que um dos assaltantes perdeu a vida», referiu a PJ.

Os suspeitos, residentes no Grande Porto e com antecedentes criminais, vão ser presentes a tribunal para aplicação das medidas de coação.