A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve um homem de 43 anos que terá obrigado uma rapariga de 15 anos a fazer vídeos de natureza pornográfica, informou esta segunda-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ refere que o indivíduo está “fortemente” indiciado pela prática dos crimes de violação, abuso sexual de crianças e de pornografia de menores.

De acordo com a investigação, o suspeito conheceu a vítima através da rede social ‘Facebook’, usando um perfil fictício no qual mencionava uma idade próxima da dela, e após ter conquistado a sua confiança, convenceu-a a enviar-lhe fotografias desnudada.

Com as imagens na sua posse, o suspeito ameaçou a vítima de que as divulgaria na Internet se ela não cedesse às exigências dele, tendo-a obrigado a fazer vídeos de natureza pornográfica por ele dirigidos”, refere a PJ.

Durante uma busca à casa do suspeito, os inspetores encontraram um telemóvel, que continha fotografias e vídeos de outras presumíveis vítimas, pelo que a investigação vai prosseguir no sentido de determinar a concreta extensão da sua atividade delituosa.

O suspeito, um encarregado de construção civil, estava a trabalhar num país da União Europeia, tendo sido agora detido aquando de uma vinda a território nacional.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações semanais no posto policial da área de residência, proibição de se ausentar para o estrangeiro, proibição de contactar com as vítimas e de utilizar a Internet e obrigação de se sujeitar a tratamento médico-psiquiátrico.