A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira "uma grande apreensão" de substâncias dopantes para desportistas no Porto e nos Açores, e a detenção de dois homens por suspeita de tráfico internacional de esteróides anabolizantes.

Fonte da PJ nos Açores revelou à agência Lusa que se trata de uma apreensão "inédita na região" e "até mesmo em termos nacionais" dadas quantidades em causa, "mais de 6.000 doses individuais de substâncias dopantes para administração oral e intravenosa". Foram também apreendidas seringas.

Segundo o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ, "as detenções ocorreram em ocasiões temporalmente diferidas, primeiro no concelho de Ponta Delgada e, posteriormente, na cidade do Porto, na sequência de uma operação “com a participação da Diretoria do Norte da Polícia Judiciária".

O comunicado adianta que foram realizadas "buscas domiciliárias" que resultaram na "apreensão de elevada quantidade e diversidade de embalagens e substâncias dopantes, suficientes para mais de seis mil doses de esteroides anabolizantes, prontos para administração oral e intravenosa, que se destinavam a serem comercializados junto de desportistas".

A fonte da PJ explicou que o produto, oriundo do estrangeiro, entrava em Portugal pela região dos Açores, sendo que o elemento no arquipélago para o importador e o segundo detido, no Porto, fazia a aquisição.

A maior parte das substâncias dopantes foi apreendida nos Açores, refere a mesma fonte.

Os detidos, um de 28 anos, eletromecânico, e outro de 31, empresário, foram presentes à competente autoridade judiciária.

A PJ contou com a colaboração da Autoridade Tributária Aduaneira de Ponta Delgada.