A Polícia Judiciária anunciou hoje que deteve no aeroporto de Lisboa um cidadão estrangeiro proveniente de um país da América Latina que transportava “elevada quantidade de cocaína” dissimulada em carteiras.

Em comunicado, a PJ adianta que a cocaína se encontrava dissimulada na estrutura de 30 carteiras de senhora e de duas malas para transporte de computadores portáteis que vinham acondicionadas no interior de uma mala de viagem.

Segundo aquela polícia, caso a cocaína apreendida chegasse aos circuitos ilícitos de distribuição seria suficiente para, pelo menos, 67.000 doses individuais.

A PJ refere que esta detenção ocorreu esta semana durante o controlo que regular e sistematicamente é feito sobre os movimentos de passageiros com origem em países considerados de risco, com a finalidade de se prevenir a introdução de drogas ilícitas em Portugal e no espaço europeu através dos aeroportos internacionais.

O arguido, de 34 anos, foi presente a primeiro interrogatório judicial e ficou em prisão preventiva.