A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens que alegadamente lideravam uma associação criminosa e identificou vários membros do grupo, informou esta sexta-feira aquela força policial.

Em comunicado, a PJ refere que os detidos, de 61 e 62 anos, eram a «cúpula» de uma organização que concedia empréstimos monetários que depois exigia elevadas quantias a título de juros, com prazos de pagamento «muito apertados», deixando as vítimas muitas vezes em «total ruína financeira».

Sem mencionar onde ocorreram as detenções, o documento da PJ refere, porém, que os detidos vão ser presentes a tribunal e que a operação permitiu identificar outros elementos da alegada organização que tinham como função angariar clientes, bem como recolher informação para a organização.

A operação foi realizada pela Unidade Nacional contra o Terrorismo, em inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa.