A Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa deteve, em Mafra, uma mulher suspeita da tentativa de homicídio do marido, de simulação de crime e de posse de arma proibida.

Em comunicado, a PJ revelou que os factos ocorreram na madrugada de quarta-feira, “na sequência de um desentendimento conjugal” após o qual a mulher, de 43 anos, terá agredido o marido, “quando se encontrava a dormir, com uma arma branca, deixando-o gravemente ferido”.

Depois, a mulher tentou ludibriar as autoridades policiais.

Encenou circunstâncias sugestivas da ocorrência de uma tentativa de homicídio do seu cônjuge, levada supostamente a efeito por terceiros, desconhecidos, que teriam entrado na sua residência e abandonando a mesma sem que tivessem sido observados pelas pessoas que se encontravam no seu interior”, divulgou ainda a PJ.

A recolha de prova permitiu à PJ “retirar qualquer credibilidade aquela versão”.

A mulher acabou por ser identificada e detida como presumível autora da tentativa de homicídio.

A vítima, um homem de 46 anos, “encontra-se internada e não corre perigo de vida apesar da gravidade dos ferimentos” e a detida vai ser presente a tribunal para aplicação de medidas de coação, refere a mesma nota da PJ.