A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta terça-feira a detenção de dois agricultores, com 26 e 27 anos, suspeitos dos crimes de sequestro, tráfico de pessoas e escravidão em Gouveia.

Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, os homens são suspeitos de terem explorado e agredido fisicamente um outro homem, de 52 anos, "durante cerca de cinco anos".

Os detidos estão "fortemente indiciados pela autoria dos crimes de sequestro e de tráfico de pessoas para fins de exploração laboral, recaindo sobre um deles ainda fortes suspeitas da prática reiterada de um crime de escravidão, ocorridos ao longo de aproximadamente cinco anos, em Gouveia", indica a fonte.

"Para além da exploração reiterada da vítima em tarefas de natureza agrícola, a mesma era também alvo de maus-tratos e de agressões físicas por parte de um dos ora detidos", adianta o comunicado.

A PJ refere ainda que o homem, "ao fim de várias tentativas frustradas de fuga", conseguiu que a sua situação chegasse ao conhecimento daquela polícia, que atuou de imediato e o libertou.

Os dois detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para eventual aplicação das adequadas medidas de coação, segundo a fonte.