Hugo Gonçalo, o jovem agredido brutalmente em Baguim do Monte, Gondomar, está em coma, ao contrário da informação inicialmente avançada pela PSP do Porto. 

Segundo fonte da Polícia Judiciária à TVI, o jovem de 14 anos encontra-se com prognóstico muito reservado no Hospital de São João, no Porto.

Pouco depois, aquela força policial emitiu um comunicado onde revela que o alegado agressor terá atingido “violentamente a vítima na cabeça, tendo aquela caído inanimada no solo, sendo de imediato transportada para o hospital, onde ainda se encontra em estado muito grave”.

A PJ avança ainda que já foi identificado e detido, “fora de flagrante delito", o presumível autor deste "crime de homicídio, na forma tentada”.

Os factos ocorreram num contexto de ameaças mútuas, proferidas através do Facebook, motivadas por um conflito relacionado com uma namorada. O suspeito cruzou-se com a vítima nas imediações da estação de metro de Baguim do Monte e após uma breve troca de palavras, envolveram-se num confronto físico. O suspeito, munido com objeto metálico, terá agredido violentamente a vítima na cabeça”.

O detido, de 16 anos, “irá ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação tidas por adequadas”.

PSP lamenta "transtornos que possam ter sido causados”

Durante a tarde, a direção nacional da PSP divulgou um comunicado onde revela que a informação sobre Hugo Gonçalo foi obtida junto de “fonte não oficial” do Hospital de São João e lamenta ainda o “lapso, bem como os transtornos que possam ter sido causados”.

“No seguimento das agressões ocorridas na passada noite de sábado, de que foi vitima um jovem de 14, no concelho de Gondomar, foi veiculada informação, tendo por fonte a PSP, de que este teria falecido, em consequência destas agressões. Tal informação, originada por fonte não oficial, junto do estabelecimento hospitalar, veio comprovar-se não corresponder à realidade. O jovem encontra-se presentemente internado no hospital de São João no Porto em estado considerado grave”, revela o comunicado, citado pela Lusa.

Mas mesmo antes das autoridades se pronunciarem sobre o verdadeiro estado de saúde de Hugo Gonçalo, a confusão instalou-se nas redes sociais. Entre desejos de recuperação e mensagens de pesar, permaneceu a dúvida durante algumas horas, que viria a ser desfeita pelo pai e pela namorada do jovem no Facebook.