A Polícia Judiciária (PJ) de Braga anunciou hoje a detenção, num estabelecimento de diversão noturna em Lixa, Felgueiras, de três homens e uma mulher sobre os quais recaem «fortes suspeitas» da prática de crimes de lenocínio.

Em comunicado, a PJ refere que, após alguns meses de investigação, realizou uma operação de buscas que incidiu sobre um estabelecimento de diversão noturna na área da Lixa, Felgueiras, «local suspeito da prática da prostituição».

Os quatro detidos beneficiariam dos lucros daquela atividade.

O tribunal aplicou-lhe, como medidas de coação, apresentações diárias no posto policial da área da residência, suspensão da atividade e funções no estabelecimento, proibição de contacto com testemunhas, sejam as mulheres sejam os clientes, e proibição de frequentar casas conotadas com a prática da prostituição.

Na operação, que contou com a colaboração do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), foram identificadas 14 mulheres que ali exerciam a prostituição e mais de duas dezenas de clientes.

A operação levou ainda à detenção de uma mulher, com 31 anos, por permanência ilegal em território nacional.

Esta mulher recebeu ordem de expulsão do território nacional, tendo sido conduzida a Centro de Instalação Temporária.