A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje que identificou, em França, o autor da morte de uma mulher de 67 anos, ocorrido no dia 12 na localidade do Soito, no concelho do Sabugal, distrito da Guarda.

Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o homicídio qualificado foi perpetrado no dia 12 pelo ex-companheiro da vítima, um homem de nacionalidade portuguesa, mas emigrante em França.

O suspeito "ter-se-á deslocado propositadamente à residência da vítima, onde veio a disparar uma arma de fogo, atingindo-a mortalmente", refere a fonte, explicando que o cadáver da mulher foi encontrado no interior da própria residência, dois dias após a ocorrência dos factos.

Em articulação com as autoridades policiais e judiciárias francesas, a PJ da Guarda identificou o autor do crime de homicídio qualificado que, de regresso a França, "acabou por confessar os factos a um cidadão de nacionalidade francesa, seu conhecido há mais de vinte anos".

A fonte refere que o homem manifestou-se "altamente perturbado e com intenção de cometer suicídio, o que entretanto veio a tentar, com recurso à mesma arma de fogo".

O emigrante foi transportado para uma unidade hospitalar de Toulouse (França), mas acabou por falecer, pelas 13:00 de sexta-feira, indica a PJ.