A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de dois homens, de 35 e 39 anos, suspeitos de crimes de sequestro e roubo perpetrados em abril numa residência do concelho da Sertã.

O arguido mais velho «tem antecedentes criminais por furto qualificado» e estava em regime de liberdade condicional no momento da detenção, disse fonte policial à agência Lusa.

«Após revirarem a casa à procura de valores, os assaltantes deixaram a vítima amarrada à cama», revelou a PJ em comunicado.

Em pleno dia, os assaltantes entraram na habitação, numa aldeia próxima da Sertã, taparam com uma peça de vestuário a cabeça da vítima, uma mulher de 64 anos, atando-a à cama com braçadeiras de plástico usadas na construção civil, afirmou aquela fonte.

Os intrusos não encontraram objetos de valor significativo e assim abandonaram a ofendida, que estava sozinha em casa quando foi sequestrada e roubada.

No âmbito da recolha de prova, com buscas às casas dos dois homens, na zona de Castelo Branco, os investigadores da Diretoria de Coimbra da PJ apreenderam várias doses de heroína, em quantidade «que indicia tráfico de droga», disse fonte policial.

Na sequência de um primeiro interrogatório judicial, no Tribunal da Sertã, um deles ficou sob prisão preventiva, enquanto o outro terá de cumprir apresentações periódicas no posto policial da área onde reside.