A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, nesta quinta-feira, a detenção, no concelho de Seia, distrito da Guarda, de dois homens, com 41 e 43 anos, pela alegada prática de crimes de tráfico de pessoas e de lenocínio.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere em comunicado que os detidos são suspeitos da prática reiterada, "há já vários meses, em conjugação de esforços e com intuito lucrativo, da atividade de angariação e favorecimento da entrada e permanência ilegais em território português de várias cidadãs estrangeiras, maioritariamente com origem na América do Sul".

A fonte refere que os homens fomentavam a prostituição das mulheres, "no seu próprio interesse", sendo esta atividade exercida sobretudo num estabelecimento de diversão noturna da localidade de Seia.

No âmbito da mesma operação, a PJ intercetou e deteve uma cidadã brasileira por permanência ilegal em território nacional.

Os detidos foram presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial, tendo o homem de 43 anos ficado em prisão preventiva, enquanto o outro detido ficou sujeito a apresentações periódicas diárias às autoridades policiais da sua área de residência.

Fonte policial disse ainda à agência Lusa que o tribunal deu 20 dias à mulher de nacionalidade brasileira para abandonar o país.