A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou, esta sexta-feira, a detenção de uma ex-funcionária administrativa no setor automóvel suspeita de se ter apropriado indevidamente de mais de 35 mil euros da empresa onde trabalhava.

A PJ imputa à arguida, de 46 anos, a autoria do crime de abuso de confiança qualificado e de vários crimes de falsificação de documento.

«Ao longo dos dois últimos anos, aproveitando a ausência de reconciliação periódica dos valores provenientes dos diversos serviços da empresa que recebia enquanto caixa, a suspeita logrou alterar os registos de forma a apropriar-se, continuadamente, de parte das receitas tendo assim obtido, em proveito próprio, um montante superior a 35 mil euros», diz a PJ, em comunicado.

A suspeita foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo ficado sujeita à obrigação de apresentações semanais à autoridade policial e à proibição de saída do território nacional com a entrega do passaporte de que seja titular.