A Polícia Judiciária anunciou, esta quinta-feira, a detenção de dois homens e uma mulher suspeitos de ter praticado crimes de roubo e extorsão agravados, através de empréstimos com uma cobrança excessiva de juros, efetuados em fevereiro.

Em comunicado, a PJ refere que o casal detido, através da Diretoria do Norte, concedia crédito a particulares que o procuravam para esse efeito, cabendo ao outro homem a tarefa de angariar clientes.

Os três arguidos «procediam também a cobranças, quando necessário de forma coerciva, mediante práticas de extorsão e roubos, com recurso a armas de fogo, em montantes que excedem os valores mutuados, nomeadamente apropriando-se de viaturas quando os particulares não conseguiam pagar esses mesmos créditos».

Sem referir o número de vítimas identificadas no âmbito desta investigação, a PJ apenas afirma ainda que os detidos, de 37, 39 e 59 anos, já tinham antecedentes criminais por crimes cometidos com armas de fogo.