Três portuguesas foram detidas no aeroporto de Barajas, em Madrid, ao tentarem entrar em Espanha com droga escondida debaixo de perucas.
 
O método surpreende até as forças policiais especializadas no combate ao narcotráfico: pacotes de droga escondidos debaixo de uma peruca.
 
No espaço de quinze dias, três portuguesas foram detidas no aeroporto de Barajas, em Madrid, ao tentarem entrar em Espanha desta forma.
 
O caso mais recente ocorreu no sábado, quando uma mulher de nacionalidade portuguesa, acompanhada pela filha de três anos, foi detida quando tentava contrabandear 880 gramas de cocaína escondidos debaixo da peruca.
 
Eram nove pacotes agarrados à base do cabelo da mulher que tinha viajado de São Paulo.
 
No início do mês, duas portuguesas de origem cabo-verdiana, também provenientes do Brasil, foram apanhadas com mais de um quilo de cocaína, cada uma, escondido debaixo de perucas. O destino final era Lisboa, mas a polícia espanhola interceptou-as antes do último voo.
 
As autoridades espanholas dizem que este método é muito difícil de detetar por causa da semelhança entre a peruca e o cabelo natural.
 
À vista desarmada, os pacotes de droga ficam impercetíveis, o que poderá ter ajudado muitos traficantes a fazer chegar o seu produto ao destino final sem serem detetados.