O vereador da Coligação Democrática Unitária (CDU) na Câmara Municipal do Porto, Pedro Carvalho, pediu hoje a reabilitação das passagens pedonais subterrâneas do metro da cidade ou a construção de alternativas.

Em declarações à Lusa na sequência de uma visita às passagens pedonais na zona de Ramalde, como a do viaduto de Pedro Hispano, Pedro Carvalho alertou para os vários problemas com que se deparou: “infiltrações de água, falta de iluminação, toda a zona envolvente degradada, mecanismos de apoio a cidadãos com deficiência que já não existem”.

O vereador comunista sublinhou a quantidade de lixo existente e o consequente mau cheiro que se faz sentir, tratando-se de infraestruturas da Metro do Porto, mas nas quais a CDU entende que a Câmara Municipal do Porto deve intervir “para criar as condições de segurança para que aquilo não esteja no estado em que está”.

Pedro Carvalho classificou as condições daquela passagem como “uma coisa tenebrosa”, tornando-se num “convite para ninguém usar”, lembrando que, se no viaduto de Pedro Hispano os peões criam outras opções, “no bairro de Francos não há alternativas” às passagens de nível.

O vereador da CDU alertou ainda para o problema da ligação do bairro de Francos à rotunda do Bessa, uma medida que foi já aprovada por unanimidade no passado, mas ainda sem implementação.

Na opinião de Pedro Carvalho são “100 metros que continuam a não ser feitos, que têm um custo ínfimo para a cidade", mas ganhos incontáveis.

A ligação iria permitir libertar a zona industrial de um nível de tráfego que facilitaria a circulação em toda a área, referiu o vereador da CDU, que disse que também este assunto será levado à próxima reunião do executivo municipal.