O Presidente do INEM mostrou-se esta terça-feira disponível para reunir-se com deputados socialistas, a propósito de um pedido do PS para uma audiência "com caráter de urgência" sobre a situação daquele organismo na Grande Lisboa.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o INEM confirmou que recebeu na segunda-feira de manhã um pedido de reunião urgente de deputados do PS da Comissão de Saúde da Assembleia da República.

O INEM garante que o presidente do instituto telefonou na segunda-feira à deputada Luísa Salgueiro “a mostrar toda a disponibilidade, mas informando-a da agenda que tinha e dos problemas que tinham que ser solucionados em tempo mínimo”.

Segundo a nota enviada à Lusa, Paulo Campos terá informado que ainda hoje “voltaria a contactar a deputada para marcarem a hora que mais conviesse a todas as partes”.

No comunicado lê-se que o presidente do INEM “enviou às 15:28 de hoje um email confirmando a disponibilidade para a reunião e anexando todos os comunicados que contêm informação relevante e verdadeira, para que melhor se inteirasse de toda a situação”.

Por esta razão, Paulo Campos mostrou-se “surpreso com as declarações veiculadas, através da comunicação social, do deputado Marcos Perestrello, do PS, a propósito de um pedido de reunião urgente e que, segundo o deputado, não teria obtido resposta”.

O vice-presidente da bancada socialista Marcos Perestrello afirmou hoje aos jornalistas que o PS solicitou hoje uma audiência "com caráter de urgência" no Parlamento do presidente do INEM para serem prestados esclarecimentos sobre a situação da entidade.

"Se a maioria não viabilizar esse requerimento, estamos mesmo disponíveis para forçar um agendamento potestativo dessa audição", vincou.


O requerimento foi apresentado na comissão parlamentar de Saúde e surge depois de o PS tentar falar com o presidente do INEM, Paulo Campos, desde segunda-feira de manhã para marcar uma reunião com este organismo, o que "não se revelou até agora possível", lamentou Marcos Perestrello.