A mãe do terrorista que se fez explodir na sexta-feira no Bataclan, em Paris, após ter matado 89 pessoas juntamente com outros suspeitos, é da Póvoa de Lanhoso, no distrito de Braga, segundo avançam o Expresso e o Diário de Notícias.

Lúcia Moreira Fernandes tem 54 anos e emigrou para França quando ainda era criança. Casou-se depois com um imigrante argelino, de quem teve seis filhos (quatro rapazes e duas raparigas).
 
O segundo mais velho é Ismael Omar Mostefai, de 29 anos, que se fez explodir na casa de espetáculos Bataclan.
 
Convertida ao islão, Lúcia Moreira nunca mais terá voltado a Portugal e, de acordo com o DN, terá apenas passaporte francês.

A notícia da ascendência do primeiro terrorista a ser identificado foi avançada no domingo pelo New York Times.

O secretário de Estado das Comunidades já esclareceu que Ismael Omar Mostefai não tinha nacionalidade portuguesa.