A GNR vai intensificar, na madrugada de domingo, a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas, estando mobilizados para a operação 1 230 militares, que vão desenvolver 429 ações, indicou hoje a corporação.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, a operação «Baco», que se realiza entre as 23:00 de sábado e as 07:00 de domingo, visa também o combate à criminalidade.

Numa nota à imprensa, a GNR adianta que as ações de fiscalização vão estar direcionadas para as vias onde existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal e onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, sobretudo nos acessos a estabelecimentos de diversão noturna.

No âmbito das operações «Baco» realizadas ao longo deste ano, a GNR testou 11 615 condutores, dos quais 445 conduziam com taxa de álcool superior ao permitido por lei e, destes, 168 foram detidos por conduzirem com taxa crime (igual ou superior a 1,20 gramas por litro).

Apesar da sinistralidade rodoviária e do número de vítimas mortais terem diminuído em 2013, a GNR vai realizar, ao longo deste ano, um conjunto de operações de combate aos acidentes nas estradas, nas quais se insere a operação «Baco», diz ainda a nota da corporação.