A GNR anunciou esta quinta-feira a detenção de um homem de 52 anos em Ervedal da Beira, Oliveira do Hospital, por posse ilegal de armas, munições e explosivos.

Na operação foram apreendidas ao suspeito cinco armas de fogo - uma caçadeira, uma carabina, uma espingarda de ar comprimido, uma pistola semiautomática de calibre 7,65 mm e um revólver -, uma navalha de 'ponta e mola', mais de 350 munições e material explosivo diverso, incluindo cordão detonante e 66 detonadores pirotécnicos, informou aquela força policial, em comunicado.

«A posse das armas não tem justificação. Quanto aos explosivos, o homem, no passado, exerceu uma profissão relacionada com explosões em pedreiras», disse à agência Lusa Rui Oliveira, comandante do Destacamento Territorial da Lousã da GNR.

O homem «não tinha antecedentes criminais», mas «andava armado» no dia-a-dia, revelou Rui Oliveira.

A operação do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã desenrolava-se há cinco meses e culminou hoje com a realização de duas buscas domiciliárias e detenção do suspeito.

A intervenção contou com o apoio de elementos de inativação de engenhos explosivos, um binómio de deteção de explosivos e equipas de intervenção do Comando Territorial de Coimbra da GNR.

O homem foi hoje presente ao tribunal de Oliveira do Hospital.