A investigadora Odette Santos Ferreira foi distinguida com o Prémio Nacional de Saúde 2012 pelo trabalho, científico e cívico, desenvolvido na área da SIDA.

A também professora universitária tem desenvolvido estudos e iniciativas relacionadas com o vírus VIH, estando inclusive ligada à identificação do VIH do tipo 2.

«O júri reconheceu o notável mérito da investigação brilhante e perseverante desenvolvida pela laureada, bem como o relevo da sua ação a nível pedagógico e cívico, nomeadamente através da criação e animação de estruturas de difusão de conhecimentos e de apoio a doentes com infeção VIH-SIDA», refere a Direção-Geral da Saúde (DGS), em comunicado citado pela Lusa.

O projeto mais conhecido da investigadora foi o de troca de seringas na farmácia, conhecido como «Diz não a uma seringa em segunda mão». O objetivo da iniciativa era reduzir os índices e os riscos de contaminação entre toxicodependentes.