Durante três anos, Fábio é Felipe e mora com o bispo Romualdo Panceiro, longe dos irmãos e com documentos falsos.

Mas, aos cinco anos, Fábio é devolvido a Alice Andrade, mãe adotiva das três crianças, com quem mora até aos 19 anos.

No entanto, após uma entrada no mundo das drogas, Fábio regressa a casa do bispo. Um regresso que, mais uma vez, é usado para convencer os fiéis da igreja.

O bispo Romualdo Panceiro está atualmente à frente da IURD em Portugal e vive num apartamento de luxo, numa das zonas mais caras de Lisboa.

O bispo e Alice têm versões diferentes: Romualdo diz que Fábio foi posto fora de casa por Alice e que dormiu um ano na rua, Alice garante que foi Fábio que recusou viver com a sua família.

Foi então que Fábio aceitou um emprego na IURD. "Recebia um salário para não fazer nada", diz Alice, numa gravação a que a TVI teve acesso.

O passado errante de Fábio foi usado pelo bispo na igreja, tentando convencer os fiéis que o regresso tinha resolvido os problemas do jovem.

No entanto, dois anos depois, em julho de 2015, Fábio morre sozinho, num quarto de hotel em Nova Iorque, com uma overdose.

E foi Alice quem teve de ir a Nova Iorque reconhecer o corpo, confirmando a causa da morte.

Na IURD, corre outra versão: que Fábio morreu com um ataque cardíaco.

Segundo documentos a que a TVI teve acesso, Alice nunca revelou às autoridades portugueses a morte deste filho adotivo.

Entretanto, atualmente, Luís e Vera moram em São Paulo, com Viviane e Júlio Freitas: ele é pastor, ela é obreira da igreja.

Mas o bispo Macedo tem outra filha, que também queria ser mãe... E foi assim que Clara (nome fictício) perdeu os seus filhos. A mãe, fiel da IURD, entregou-os no Lar da Universal.

Saiba mais no próximo episódio de "O Segredo dos Deuses".