As buscas para encontrar o pescador que desapareceu esta quarta-feira ao largo da Torreira, na Murtosa, após o naufrágio da embarcação em que seguia, foram suspensas às 21:00 e vão ser retomadas na quinta-feira, disse fonte da Marinha.

A embarcação de pesca «Por Deus Ajudado», de Caxinas, Vila do Conde, andava na faina com seis pescadores a bordo, quando virou, cerca das 13:30, a norte da praia da Torreira, tendo sido resgatados com vida cinco tripulantes.

O comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira, disse que durante toda a tarde as autoridades tentaram localizar, sem sucesso, o sexto elemento da tripulação.

Nas operações de busca, que decorreram na zona do naufrágio, entre a praia da Torreira e o Torrão do Lameiro, estiveram envolvidos um helicóptero da Força Aérea, que abandonou o local ao final da tarde, além de meios da Polícia Marítima e várias embarcações de pesca.

As buscas decorreram também em terra, com a ajuda dos Bombeiros da Murtosa e dos Nadadores-salvadores da Torreira.

Segundo o comandante do Porto de Aveiro, as operações de busca serão retomadas na quinta-feira, às 08:00, e serão reforçadas com a corveta «Baptista de Andrade».

O mesmo responsável referiu ainda que o barco de pesca artesanal, com cerca de 12 metros, «está a flutuar de casco virado para o céu», adiantando que já foi emitido um aviso a todos os navegantes a alertar para a existência de uma embarcação à deriva naquele local.

Os cinco pescadores sobreviventes do naufrágio foram resgatados pelo salva-vidas de Aveiro e por outra embarcação de pesca e estão todos bem de saúde.

«Eles não inspiravam grandes cuidados. Estavam molhados com sinais de hipotermia e foram encaminhados para o Hospital de Aveiro», referiu o comandante do Porto de Aveiro.