O corpo do último pescador que faltava encontrar na sequência do naufrágio do arrastão Olívia Ribau, na terça-feira, foi hoje encontrado no rio Mondego, junto à marina da Figueira da Foz, disse fonte da Autoridade Marítima.

De acordo com Nuno Leitão, a Autoridade Marítima confirmou que se trata do corpo do pescador natural da Figueira da Foz, tendo o cadáver sido recolhido do rio por meios da Polícia Marítima e a família notificada de imediato.

Fonte portuária disse à Lusa que corpo foi detetado a boiar no rio pelo rebocador que acompanhava o primeiro navio cargueiro que teve autorização de saída do porto, cerca das 12:45 de hoje.

No arrastão Olívia Ribau naufragado na terça-feira passada à entrada do porto da Figueira da Foz, seguiam sete pescadores.

Dois foram resgatados vivos na terça-feira e nesse dia foi recuperado um corpo. Na quinta-feira, no interior do arrastão, foram encontrados mais dois corpos, e outro na sexta-feira, também dentro da embarcação que está afundada no rio Mondego, junto à foz, e o último desaparecido foi hoje encontrado.