Um cidadão português, de 48 anos de idade, foi assassinado na passada sexta-feira nos arredores da capital moçambicana, disse esta quarta-feira à Lusa o cônsul-geral de Portugal em Maputo.

Segundo Gonçalo Teles Gomes, o cadáver apresentava marcas de «lesões contundentes», num indício de que o português terá sido assassinado.

O corpo foi encontrado no bairro 25 de junho, uma zona nos arredores da capital moçambicana, que mistura construção informal e precária com moradias de qualidade.

«A polícia está a investigar o caso», disse o cônsul português.

A vítima, que não tinha família direta em Moçambique, residia no país há cerca de dois anos.