O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que tutela também a pasta do Desporto, disse hoje que a suspensão da acreditação do laboratório de Lisboa não prejudica o combate antidoping em Portugal.

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) suspendeu a 15 de abril, com "efeitos imediatos", a acreditação do laboratório de Lisboa, proibindo-o de realizar qualquer análise de urina e sangue.

Hoje, à margem da final do torneio de ténis português Estoril Open, Tiago Brandão Rodrigues esclareceu que a licença está suspensa por um período de seis meses e que "neste momento, o Governo português está a fazer tudo para recuperar a acreditação" Laboratório de Análises de Dopagem (LAD).

No entanto, o ministro assegurou que a luta antidopagem em Portugal "está em pleno funcionamento".

O que acontece é que as amostras que, durante este período, forem recolhidas em Portugal irão para laboratórios estrangeiros e não serão analisadas em Portugal, mas a luta antidoping continua com toda a força que tem que imprimir para que o desporto seja limpo e saudável", esclareceu.

O ministro da Educação e também responsável pela pasta do Desporto adiantou que o processo para recuperar a acreditação do laboratório de Lisboa é moroso.

É um processo moroso, mas vamos tentar encurtá-lo o mais possível para recuperar a acreditação do LAD", assegurou.

Tiago Brandão Rodrigues, que se afirmou um apreciador de ténis mas não um bom jogador, apontou uma "qualidade ímpar" à final de hoje do Estoril Open.

"Foi uma fantástica final de torneio ATP, com qualidade ímpar. Dois primeiros ‘sets’ emocionantes e que culminou num terceiro ‘set'. Valeu verdadeiramente a pena ter vindo", disse o ministro, que espera que no próximo ano esteja garantida a presença de um português.

O tenista espanhol Nicolas Almagro sagrou-se hoje campeão do Estoril Open ao vencer o compatriota Pablo Carreño Busta, por 6-7 (6-8), 7-6 (7-5) e 6-3 na final disputada no Clube de Ténis do Estoril.