O Ministério Público (MP) de Santa Maria da Feira acusou quatro médicos pela prática de um crime de homicídio por negligência, anunciou esta quarta-feira a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Em causa está a morte de um paciente no dia 3 de maio de 2012, após três idas à urgência do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, onde os arguidos (três mulheres e um homem) desempenhavam funções.

Em nota divulgada no seu sítio da Internet, a PGD do Porto refere que os arguidos procederam ao atendimento do paciente nos dias 25, 29 e 30 de abril de 2012, "dando-lhe alta ou contribuindo para esta".

Em qualquer daqueles atendimentos a decisão que se impunha era a de internamento, para vigilância e realização urgente de meios de diagnóstico complementares", refere o MP.