Luís Meira, que assumiu em regime de substituição a presidência do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) depois do afastamento do anterior presidente, foi nomeado para liderar aquele instituto por um período de cinco anos, anunciou a tutela.

De acordo com um comunicado do Ministério da Saúde, a nomeação de Luís Meira para presidente do Conselho Diretivo do INEM é renovável por igual período.

Licenciado em Medicina, Luís Meira começou por exercer funções no INEM em 1997, ao integrar a direção da Delegação do Norte como responsável pela área de Socorro não Medicalizado e pelo Serviço de Proteção à Saúde de Altas Individualidades.

Desde essa altura que a sua ligação ao Instituto se tem mantido, ocupando os mais diversos cargos, sendo que exercia desde outubro de 2015 o cargo de Presidente do INEM, mas em regime de substituição.

O anterior presidente do INEM foi demitido pelo ministro da Saúde em fevereiro passado, por recomendação da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), que investigou a atuação de Paulo Campos na alegada interferência que este terá tido no transporte de uma doente, em helicóptero do INEM, do Hospital de Cascais para o de Abrantes, recorda a Lusa.