O Ministério da Administração Interna (MAI) vai prolongar a Operação Verão Seguro no Algarve até 30 de setembro, tendo em conta a afluência turística que é esperada no país, sobretudo naquela região, anunciou hoje o Governo.

Em comunicado, o MAI referiu que esta operação, que teve início a 15 de junho e tinha conclusão prevista para 15 de setembro, “vai estender-se até ao final do mês, mantendo a aposta no reforço de meios humanos e materiais das forças e serviços de segurança”.

A Polícia de Segurança Pública vai manter nesta operação um dispositivo que integra 33 equipas do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia, num total de 390 polícias; quatro equipas de Prevenção e Reação Imediata; e equipas mistas de policiamento constituídas por elementos do Corpo Nacional de Polícia (CNP) e da Polícia Nacional de França.

Alem destas equipas, está previsto ainda um reforço, “sempre que se justifique, de outros meios humanos de outras Unidades de Polícia, constituídas por equipas de trânsito, equipas de intervenção rápida e equipas de prevenção e dissuasão”.

A Guarda Nacional Republicana tem disponibilizado para esta operação um dispositivo que envolve cerca de 200 militares em reforço permanente, apoiados por 19 viaturas, cinco equipas cinotécnicas e quatro equipas de patrulha a cavalo.

A GNR e a PSP vão continuar a concentrar as suas ações nas áreas da sensibilização e da fiscalização rodoviária, bem como reforçar a presença policial no Aeroporto de Faro, nos centros urbanos, nas plataformas de transportes públicos e nas zonas junto às praias, “no sentido de garantir a segurança e a ordem pública e contribuir para a diminuição da sinistralidade rodoviária”, refere o comunicado.