O homem que estava em fuga há dois meses, depois de agredir um militar da GNR, foi detido, na manhã desta quinta-feira, durante uma operação coordenada pela Polícia Judiciária Militar, em colaboração com o comando territorial da GNR de Castelo Branco. 

A detenção ocorreu pelas 07:15 da manhã, na sequência do cumprimento de um mandado de detenção e de um mandado de apreensão a um acampamento em Carapetosa, no concelho de Vila Velha de Rodão, onde se suspeitava estar o homem.

O incidente aconteceu a 10 de janeiro, próximo de Maxiais, durante a abordagem a um veículo, onde seguiam cinco pessoas. Após perseguição, o veículo acabou por se despistar. Os quatro ocupantes da viatura, um ligeiro misto de passageiros, acabaram por ser detidos no local, sendo que o condutor se pôs em fuga. A vítima era um militar do destacamento de Trânsito da GNR de Castelo Branco. 

O suspeito está indiciado por um crime de homicídio na forma tentada, cuja investigação está a cargo da Polícia Judiciária, e por um crime de roubo da arma a um militar da GNR, cuja investigação está a cargo da Polícia Judiciária Militar.

A arma em causa era a que tinha sido roubada a 10 de janeiro ao militar agredido. A arma tinha sido entretanto recuperada pela Polícia Judiciária Militar.

Esta quinta-feira, quando se apercebeu do cerco ao acampamento onde estava escondido, o homem ainda tentou a fuga, mas foi travado por um dos militares da GNR que estava na operação.