O militar da GNR de Vila Nova de Gaia que protagonizou um espetáculo de striptease, em março, já voltou ao serviço. O processo disciplinar já foi concluído.

O militar foi condenado a 40 dias de suspensão de serviço, mas a aplicação da pena fica suspensa por 3 anos.

De acordo com o «Correio da Manhã», durante o processo, não foi provado que a arma usada pelo militar no espetáculo, pertencia à GNR.

O comando-geral da Guarda Nacional Republicana presta esta segunda-feira esclarecimentos sobre o caso.