Sete distritos de Portugal continental estão esta segunda-feira sob ‘Aviso Laranja’ e outros 11 estão a ‘Aviso Amarelo’ devido ao tempo quente, segundo informação do Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA).

De acordo com o Instituto, estão sob ‘Aviso Laranja’ os distritos de Beja, Évora, Portalegre, Santarém, Leiria, Castelo Branco e Guarda devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima até às 22:00 de hoje.

O ‘Aviso Laranja’ é o segundo mais grave de uma escala de quatro representando uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

O IPMA colocou também os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Bragança, Viseu, Coimbra, Lisboa, Setúbal e Faro sob ‘Aviso Amarelo’ devido ao tempo quente até às 22:00 de hoje.

O 'Aviso Amarelo' é o segundo menos grave de uma escala de quatro e representa risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O Instituto prevê para hoje no continente tempo quente com céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade no interior das regiões norte e centro durante a tarde, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado a forte nas terras altas até final da manhã, tornando-se do quadrante oeste a partir do início da tarde, subida de temperatura nas regiões norte e centro, em especial da máxima e no litoral e descida da máxima no litoral da região sul.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir da tarde e vento fraco a moderado de noroeste.

Para os Açores a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com boas abertas, aguaceiros fracos durante a madrugada e vento norte moderado tornando-se bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 23 e 37 graus Celsius, no Porto entre 18 e 32, em Viana do Castelo entre 15 e 32, em Vila Real entre 20 e 39, em Viseu entre 23 e 39, em Bragança entre 17 e 39, na Guarda entre 23 e 36, em Coimbra entre 18 e 38, em Castelo Branco entre 25 e 40, em Portalegre entre 28 e 39, em Santarém entre 20 e 40, em Évora entre 21 e 42, em Beja entre 22 e 42, em Faro entre 24 e 35, no Funchal entre 20 e 26, em Ponta Delgada entre 19 e 24, na Horta entre 17 e 22 e em Santa Cruz das Flores entre 16 e 22.

 

Funchal e Porto Santo com níveis 'Muito Elevados' de exposição à radiação UV

As regiões do Funchal e do Porto Santo apresentam hoje risco ‘Muito Elevado’ de exposição à radiação ultravioleta (UV) enquanto o resto do país está com níveis ‘Elevados’, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, o Funchal e o Porto Santo estão em risco ‘Muito Elevado’ de exposição à radiação UV e as regiões de Bragança, Braga, Guarda, Penhas Douradas, Porto, Viana do Castelo, Viseu e Vila Real, Aveiro, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Portalegre, Santarém e Santa Cruz das Flores estão com níveis ‘Elevados’.

Para as regiões com risco 'Muito Elevado' e 'Elevado', o instituto recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

 

Risco de incêndio

Trinta e sete concelhos de nove distritos do interior norte e centro e Monchique, em Faro, encontram-se hoje sob risco ‘Máximo’ de incêndio, segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, dez concelhos dos distritos da Guarda, oito de Coimbra, seis de Castelo Branco, cinco de Braga, quatro de Viseu, um de Viana do Castelo, outro do Porto e outro de Faro encontram-se com risco ‘Máximo’ de incêndio.

O restante mapa de Portugal continental encontra-se pintado a vermelho, cor que significa risco ‘Muito Elevado’, e a laranja – risco ‘Elevado’ – sendo apenas sete os concelhos que se encontram com risco ‘Moderado’.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre ‘Reduzido' e 'Máximo'.