A fundadora da plataforma «Hepatite», Maria João Santa Maria, diz-se emocionada ao falar da notícia do acordo entre o Governo e a farmacêutica Gilead para tratar 13 mil doentes com hepatite C.
 
«Claro que ficámos muito contentes com esta notícia. (…) Estou um bocado emocionada porque estão muitas vidas em jogo. Estas notícias vieram alegrar-nos, sem dúvida. Esperamos que sejam cumpridas de facto», adiantou, em entrevista à TVI24.
 
«Acreditamos que não sejam apenas 13 mil as pessoas que necessitam do tratamento. Acreditamos que sejam muitas mais. É preciso continuar a rastrear e ver quantas pessoas precisam de facto deste tratamento», acrescentou.  
 
A responsável associativa lança ainda um alerta: «Sabemos que os hospitais estão em falência. Tem de se injetar dinheiro nas farmácias dos hospitais, caso contrário não se vai conseguir cumprir este objetivo».
 
«O antigo tratamento era péssimo. (…) Se este novo tratamento não for dado, vai continuar a morrer muita gente», sublinhou.