O estado do tempo em Portugal continental vai continuar instável, com chuva e sol, pelo menos até dia 28 (domingo), disse à agência Lusa a meteorologista Joana Sanches, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Esta manhã, nas Caldas da Rainha, uma forte trovoada levou à queda de um raio junto a habitações.

Em declarações à agência Lusa, Joana Sanches adiantou que a chuva e as trovoadas vão continuar e, por isso, o IPMA emitiu um aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, para 11 distritos do continente.

Os distritos de Leiria, Aveiro, Castelo Branco, Guarda, Porto, Coimbra, Viseu, Bragança, Vila Real, Viana do Castelo e Braga vão estar sob aviso amarelo até às 21:00 desta segunda-feira.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA quando há risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

«A situação de aguaceiros, por vezes fortes, e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas, vão manter-se até às 22:00 desta segunda-feira. Terça-feira o dia será idêntico», salientou.

De acordo com Joana Sanches, a tendência para os próximo dias é uma alternância entre chuva e sol.

«Em princípio, vamos ter uma melhoria dia 25 [quinta-feira], depois volta a chover e a partir de dia 28 poderá melhorar novamente», disse.

O IPMA prevê para no continente períodos de céu muito nublado, aguaceiros, por vezes fortes, em especial nas regiões norte e centro, condições favoráveis à ocorrência de trovoada, vento em geral fraco do quadrante oeste, neblina matinal e descida da temperatura máxima, em especial nas regiões norte e centro.

Por isso, a barra marítima de São Martinho do Porto está hoje encerrada à navegação e outras duas estão condicionadas devido ao estado do mar, segundo informação disponível na página da Marinha na Internet.

De acordo com a Marinha, a barra marítima de São Martinho do Porto está fechada a toda a navegação desde as 20:45 de domingo.

A Marinha informa também que a barra marítima da Póvoa do Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, duas horas antes e duas horas depois da baixa-mar.

A barra de Vila do Conde também está condicionada e a Marinha aconselha as embarcações até 12 metros de comprimento e/ou calado inferior a dois metros a praticar a barra no período compreendido entre as três horas antes e três horas após da preia-mar.

Para as embarcações com comprimento superior a 12 metros e/ou calado superior a dois metros apenas podem praticar a barra no período da preia-mar.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, aguaceiros, em geral fracos e vento fraco a moderado do quadrante oeste.

Para os Açores, períodos de céu muito nublado, com abertas a partir da tarde, aguaceiros fracos, mais frequentes na madrugada e manhã e vento nordeste fresco a muito fresco com rajadas até 65 quilómetro/hora.

Quanto às temperaturas, em Lisboa, Viana do Castelo, Braga, Coimbra e Ponta Delgada prevê-se uma máxima de 22 graus Celsius, no Porto, Angra do Heroísmo e Santa Cruz das Flores 21, Castelo Branco, Portalegre e Leira 23, Évora, Beja e Funchal 25, Guarda 15, Viseu 18 e Faro 24.

Notícia atualizada às 10:29