O vereador do PSD na Câmara de Lisboa António Prôa anunciou esta segunda-feira que vai pedir responsabilidades, na reunião do executivo de quarta-feira, sobre as inundações registadas na cidade.

«Vou fazer um pedido de apuramento de responsabilidades. Vamos ter de apurar responsabilidades, sem dúvida nenhuma», disse o social-democrata.

Apesar de admitir que «choveu bastante», o vereador considerou que «não foi uma tromba de água à antiga» e estas inundações «só se suscitam porque, à semelhança do que aconteceu com a recolha do lixo, a câmara não calculou bem as consequências da transferência de competências» para as juntas de freguesia na qual perdeu muitos trabalhadores.

«A câmara não adequou os seus serviços para fazer face à prevenção desta situação, como a desobstrução de sumidouros», acrescentou.

Para António Prôa, «é normal que comece a chover» nesta altura do ano, «o que não é normal é que a câmara não antecipe o facto e não assegure condições para evitar que Lisboa fique alagada logo nas primeiras chuvas».

O vereador lamentou, ainda, que o plano de drenagem do município esteja há sete anos por concretizar.