O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém alertou esta quarta-feira que o caudal do rio Tejo pode atingir nas próximas seis a oito horas os 2.000m3 por segundo na região de Almourol, no Ribatejo.

Decorrente da precipitação que se tem sentido no distrito mas essencialmente das descargas das barragens espanholas e portuguesas, os níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo têm vindo a aumentar podendo atingir os 2.000m3/s em Almourol, sendo expectável a sua ocorrência nas próximas 06 a 08 horas”.

Às 20:45, o rio galgou as margens na zona do Patacão, no concelho de Alpiarça, tendo inundado alguns campos agrícolas, disse à Lusa fonte da Proteção Civil de Santarém.

A mesma fonte disse que a “situação não é preocupante”, mas não descartou a possibilidade de “alguns caminhos rurais ficarem inundados e consequentemente intransitáveis”.

“Palhais, uma das regiões tradicionalmente inundadas, nesta altura [pelas 23:00] não revela qualquer indício nesse sentido”, disse.

O CDOS de Santarém, no comunicado divulgado, afirma que “é expectável nas próximas horas uma manutenção dos caudais do rio Tejo, mantendo-se assim uma elevada probabilidade de cheia”, e aconselha a que se retire, das zonas confinantes, normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens.

O CDOS aconselha ainda a população a retirar os animais para locais seguros, nomeadamente os rebanhos que se encontram nas zonas que serão provavelmente inundáveis.

Outro conselho é “não atravessar com viaturas ou a pé estradas ou zonas alagadas”.