Uma associação alertou esta sexta-feira para o «perigo iminente» no Poço de São Vicente, nas minas de S. Pedro da Cova, que devido ao temporal «está inundado e as ruas adjacentes são cursos de água laranja».

Em comunicado, a associação descreve que Poço de São Vicente «esteve durante todos estes anos aberto e ao alcance de qualquer pessoa» e que «com o temporal que se abateu sobre a zona, as galerias mineiras e o Poço de São Vicente encheram», tornando o poço «numa coluna de água de 157 metros, aberto, de livre acesso».

«O complexo mineiro está hoje inundado e as ruas adjacentes são cursos de água laranja», alertou a Projeto J Viver Educar Mudar.

A Associação Projeto J Viver Educar Mudar! deixa um apelo às autoridades competentes: «que tenham em conta este problema ambiental, de saúde pública e de perigo eminente, e tomem as devidas providencias para a resolução do mesmo».

«É do conhecimento que a junta de freguesia alertou por diversas vezes as autoridades competentes, incluindo a secretaria de Estado da Cultura e outras entidades regionais que tutelam o património classificado, mas até hoje, nada feito», criticam.

No mesmo comunicado a associação recorda que «está prevista a remoção dos resíduos perigosos oriundos da antiga Siderurgia Nacional, depositados nos terrenos das minas, a cerca de 50 metros do Cavalete do Poço de São Vicente».

«Esta é uma oportunidade sem precedentes para a requalificação ambiental e paisagística de todo o complexo mineiro, para a eliminação dos riscos à saúde pública e para a promoção turística, social e cultural da memória mineira», como cita a Lusa.