Cinco barras de Portugal continental estão esta quarta-feira fechadas à navegação e seis estão condicionadas devido à previsão de forte agitação marítima, segundo a Marinha Portuguesa.

De acordo com a informação disponível no ‘site’ da Marinha, estão fechadas à navegação as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Viana do Castelo, Esposende e Ericeira.

A Marinha indica que as barras marítimas da Póvoa do Varzim e Vila do Conde estão condicionadas a embarcações de calado superior a dois metros, devendo a barra ser utilizada duas horas antes e duas horas depois da preia-mar.

As barras marítimas do Douro e de Aveiro estão condicionadas a embarcações de comprimento inferior a 11 e 15 metros, respetivamente. A barra de São Martinho do Porto está condicionada devido a assoreamento.

Nos Açores, está condicionada a barra do porto da Horta, na ilha do Faial.

Capitania do Funchal recomenda permanência de embarcações nos portos de abrigos

A capitania do Porto do Funchal emitiu hoje um aviso de agitação marítima forte e recomendou que as embarcações permaneçam nos portos de abrigo.

Recomenda-se que os proprietários ou armadores de embarcações que tomem as devidas precauções para que estas permaneçam nos portos de abrigo”, pode ler-se na informação da autoridade marítima regional, tendo por base as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A capitania refere que as ondas na costa norte vão aumentar gradualmente até aos quatro metros, sendo de 2,5 metros na parte sul.

Também a visibilidade vai ser boa a moderada, “tornando-se por vezes fraca a partir do final da tarde”.

Quanto ao vento, menciona que será de oeste/sudoeste por vezes forte (até os 54 quilómetros por hora), tornando-se gradualmente a noroeste moderado a fresco, por vezes muito fresco, a partir do meio da noite.

Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou hoje toda a costa portuguesa sob aviso amarelo até sexta-feira.

O IPMA prevê ondas de oeste com quatro a cinco metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

O Instituto prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte, passando gradualmente a regime de aguaceiros a partir da tarde, e que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

Está também prevista queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para 1000/1200 metros.

A previsão aponta ainda para vento moderado a forte do quadrante sul, soprando temporariamente com rajadas até 90 quilómetros por hora, em especial no litoral, e sendo forte nas terras altas, com rajadas até 110 quilómetros por hora, rodando para o quadrante oeste a partir da tarde e pequena descida da temperatura máxima.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 04 graus (na Guarda) e os 12 (em faro, Santarém e Lisboa) e as máximas entre os 10 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Faro e Santarém).