Notícia atualizada às 18:34

A eletricidade e comunicações foram restabelecidas na freguesia de Évora de Alcobaça, no concelho de Alcobaça, depois do mau tempo e de três horas sem luz, telefones e redes de internet, disseram várias fontes à Lusa.

Maria Antónia Fonseca, da EDP Distribuição, disse que a linha de média tensão Turquel-Alcobaça caiu com os ventos e chuvas fortes, mas os piquetes foram de imediato para o terreno para reparar e distribuir geradores. O problema afetou hoje cerca de 150 habitantes.

«Afetou mais as zonas rurais do que as urbanas», disse, acrescentando que o problema ficou resolvido às 16:00, altura em que as aldeias afetadas voltaram a ter eletricidade.

O presidente da Junta de Freguesia, Joaquim Pego, afirmou à Lusa que também os cabos de telecomunicações tiveram danos, mas as comunicações foram na maior parte retomadas.

Se tem fotos dos efeitos do mau tempo envie para tvi24.pt.

O mau tempo registou-se cerca das 13:00 e circunscreveu-se à freguesia de Évora de Alcobaça e sobretudo à sede de freguesia e às localidades de Baixarela e Cruz de Mós.

Bombeiros e Proteção Civil registaram cerca de duas ocorrências, que mobilizaram 45 homens das corporações de Alcobaça, São Martinho do Porto, Nazaré e Juncal, disse o comandante dos bombeiros locais, Mário Serol.

Nas localidades mais afetadas, um barracão agrícola e cinco habitações ficaram parcialmente destelhadas, sem fazer desalojados, além de ter havido quedas de árvores.

Em Vestiaria, os bombeiros foram chamados a resgatar os alunos da escola do primeiro ciclo para irem almoçar, uma vez que o acesso à escola ficou interditado por causa de inundações, tendo as aulas retomado com normalidade após o almoço.

Na Quinta das Freiras caíram árvores que danificaram viaturas e o telhado de uma cooperativa agrícola teve estragos.

Na cidade de Alcobaça uma árvore caiu sobre uma habitação, enquanto nas localidades de Maiorga, Vestiaria e Casalinho, os bombeiros foram chamados a resolver problemas de inundações, que causaram aluimento de terras.

Em Alpedriz, uma habitação teve também inundações.