O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou esta quarta-feira o arquipélago da Madeira sob aviso amarelo, depois de ter estado a vermelho por causa da chuva e vento forte que causaram danos materiais, mas sem vítimas.

A Madeira esteve ao longo do dia de terça-feira e até hoje às 06:00 sob aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, devido à chuva e vento forte, que, segundo o presidente do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira, Luís Néri, causaram deslizamentos de terras, derrocadas e quedas de árvores, mas sem grandes consequências.

O comandante da Zona marítima da Madeira, Félix Marques, disse hoje de manhã que o mau tempo está afetar, sobretudo a costa sul da Madeira e que provocou a destruição de mais de uma dezena de embarcações e avultados danos materiais em infraestruturas portuárias nos concelhos de Machico, Santa Cruz e Funchal.

Devido à melhoria do estado do tempo esta manhã, o IPMA decidiu emitir um aviso amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, para a Madeira devido à previsão de vento, chuva e agitação marítima.

O aviso amarelo para os aguaceiros, vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros/hora e agitação marítima vai estar em vigor entre as 06:00 e as 11:59 de hoje.

O IPMA colocou sob aviso laranja as ilhas de São Miguel e Santa Maria, do grupo oriental dos Açores, devido à previsão de aguaceiros, por vezes fortes até às 08:59 de hoje.

As ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial, do grupo central, vão estar sob aviso amarelo até às 10:59 de hoje devido à previsão e chuva e vento por vezes forte.

O IPMA mantém ainda o aviso laranja para o distrito de Faro até às 11:59 de hoje, passando depois a amarelo, devido à agitação marítima, com ondas de sueste com 2 e 3 metros.

Quanto à previsão do estado do tempo para hoje no continente, o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, com possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca no litoral a sul do Cabo Mondego a partir da tarde, vento fraco, soprando moderado a forte no litoral, com rajadas até 80 km/h, nas terras altas, prevendo-se a formação de geada nas regiões do interior norte e centro e subida da temperatura mínima, em especial nas regiões do litoral.

Na Madeira, prevê-se céu muito nublado, com abertas a partir do início da tarde, períodos de chuva ou aguaceiros fortes, diminuindo de intensidade e de frequência a partir do início da tarde, condições favoráveis à ocorrência de trovoada até ao início da manhã e vento forte de sul, com rajadas até 95 km/h, diminuindo para rajadas até 80 km/h durante a manhã, rodando para sudoeste e tornando-se gradualmente moderado a partir do início da tarde.

Nas terras altas, o vento será forte a muito forte de sudoeste, com rajadas até 120 km/h, tornando-se forte com rajadas até 100 km/h durante a manhã, e enfraquecendo gradualmente para moderado a partir do início da tarde.

Para os grupos Central e Oriental dos Açores a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com abertas, tornando-se encoberto, aguaceiros durante a madrugada e manha, e períodos de chuva para noite nas ilhas Faial, Pico e S. Jorge e vento norte forte a muito forte com rajadas até 100 quilómetros/hora durante a madrugada diminuindo de intensidade ao longo do dia.

Quanto às temperaturas, em Lisboa prevê-se uma máxima de 17 graus Celsius, no Porto, Évora, Braga, Viana do Castelo, Santa Cruz das Flores e Ponta Delgada 16 graus, Beja 17, Guarda 8, Bragança 12, Faro 18, Angra do heroísmo 18 e Funchal 21.