As más condições atmosféricas na Madeira causaram, nesta quarta-feira, 28 cancelamentos (chegadas e partidas) tendo aterrado no aeroporto Cristiano Ronaldo apenas o avião cargueiro e o Aerovip (dois voos) que faz as ligações regulares entre Porto Santo e Funchal.

Só a TAP cancelou 14 ligações (sete partidas e sete chegadas) com a Madeira, pelo que na quinta-feira a transportadora vai enviar dois aviões A330 para escoar os passageiros que ficaram retidos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o arquipélago sob aviso laranja (o segundo mais grave) até às 06:00 de quinta-feira devido à previsão de vento forte, com rajadas de 120 a 130 quilómetros, e agitação marítima, com ondas até 6,5 metros na costa norte.

A capitania do Porto do Funchal prolongou o aviso de mau tempo até às 18:00 de quinta-feira, recomendando que as embarcações regressem aos portos de abrigo.

O site da Porto Santo Line informa, por seu lado, que o navio Lobo Marinho realiza quinta-feira a sua ligação com a ilha do Porto Santo, mas, em vez de sair às 08:00 horas, sairá pelas 10:30 horas.

Também se verificou a queda de granizo nos pontos altos da Madeira, um cenário que faz convergir muitas pessoas para as serras da ilha.

Por esta razão, a direção regional das Estradas da Madeira informou estarem encerradas as estradas de acesso, nomeadamente a regional 103, entre a Ribeira das Cales e o Poiso, a 202 que liga o Poiso ao Pico do Areeiro, e a 203, das Carreiras no troço entre o sul do Montado do Pereiro e o Poiso

Durante o dia, as corporações de bombeiros do Funchal e de Câmara de Lobos foram chamadas sobretudo para situações de queda de árvores, remoção de placas de zinco e tapa-sóis, ocorrências que não provocaram qualquer tipo de feridos.Dois A330 para escoar passageiros