Várias artérias de Lisboa, principalmente junto à Assembleia da República e ao Palácio de Belém, vão ter condicionalismos ao trânsito a partir de terça-feira, devido à cerimónia de tomada de posse do novo Presidente da República, na quarta-feira.

A tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da República decorre na Assembleia da República, na quarta-feira, às 10:00.

A partir das 13:00 de terça-feira, até ao final das cerimónias, o estacionamento vai ser proibido nas ruas de São Bento - desde a rua Nova da Piedade - e Correia Garção e na avenida 24 de Julho, desde a rua do Instituto Industrial até à avenida D. Carlos I, de acordo com um comunicado do município citado pela Lusa.

Na quarta-feira, decorrerá, pelas 12:00, uma cerimónia de deposição de flores nos túmulos de Luís de Camões e de Vasco da Gama, pelo que será condicionada a circulação rodoviária, durante a passagem da Guarda de Honra a cavalo da GNR, entre o Mosteiro dos Jerónimos e o Palácio de Belém (na praça Afonso de Albuquerque com a calçada da Ajuda, na praça Afonso de Albuquerque com a avenida da Índia, na avenida da Índia com o CCB e no arruamento frente ao Mosteiro dos Jerónimos).

Às 17:00 de quarta-feira decorrerá uma celebração ecuménica na Mesquita Central de Lisboa, sendo proibido o estacionamento nas ruas Ramalho Ortigão e Dr. Júlio Dantas, em frente à mesquita, a partir das 19:00 de terça-feira e até ao final do evento.

Às 18:00, o Presidente cessante, Aníbal Cavaco Silva, vai ser condecorado no Palácio Nacional da Ajuda, pelo que será proibido o estacionamento no largo da Ajuda, até ao entroncamento com a rua do Guarda Joias, na calçada da Ajuda (frente ao quartel da GNR) e na Alameda dos Pinheiros das 01:00 de quarta-feira até quinta-feira.

Devido ao concerto comemorativo da tomada de posse (que decorre às 20:30 de quarta-feira, na praça do Município), a partir das 18:00 está interditada a circulação rodoviária na rua do Arsenal e na praça, incluindo o acesso ao parque de estacionamento subterrâneo aí localizado.