A mulher apanhada no passado sábado a conduzir sob efeito de álcool em Ílhavo, no distrito de Aveiro, com quatro filhos menores dentro do carro vai ser julgada pelo tribunal local no próximo dia 19.

A mulher, que está acusada por um crime de condução de veículo em estado de embriaguez, compareceu hoje de manhã no tribunal de Ílhavo, distrito de Aveiro, para ser julgada em processo sumário, mas requereu prazo para a preparação da sua defesa.

«Requeri prazo para defesa. É um caso que tem circunstâncias que precisamos de analisar com mais cautela», disse aos jornalistas, o advogado da arguida, Paulo Sousa.

O pai das crianças, que viajava noutro carro e que também foi apanhado a conduzir com excesso de álcool, será julgado no mesmo dia.

O advogado adiantou ainda que os pais estão preocupados com os filhos e querem reaver as crianças que lhes foram retiradas.

O casal com cerca de 30 anos foi detido na madrugada de sábado durante uma operação da GNR, por condução sob o efeito de álcool.

A mãe, que levava os quatro filhos de cinco e 17 meses e de quatro e oito anos no carro, acusou uma taxa de 2,27 gramas de álcool no sangue, enquanto o pai acusou uma taxa de 1,4 gramas de álcool no sangue.

As crianças foram levadas para o Centro de Acolhimento de Emergência Infantil da Cáritas de Aveiro, onde ficarão até decisão do Tribunal de Família e Menores.