A Polícia Judiciária e a Scotland Yard (britânica) concluíram, esta segunda-feira por volta das 18:15, os trabalhos de marcação de um terreno na Praia da Luz, para depois aí procurarem «vestígios» que possam levar ao paradeiro da Madeleine McCann.

Madeleine McCann desapareceu a 03 de maio de 2007 quando a família britânica estava alojada de férias no Algarve.

Fonte da PJ disse à Lusa que os trabalhos que foram iniciados preveem a marcação de locais referenciados pela polícia britânica, que através de carta rogatória requereu as diligências para escavações na procura de indícios.

A mesma fonte explicou que os trabalhos irão recomeçar na terça-feira, às 08:00, com escavações do «tipo arqueológicas», prevendo-se depois a utilização de máquinas escavadoras.

Sete anos depois, as autoridades portuguesas e inglesas preveem fazer escavações em diversos locais já revelados pelas autoridades britânicas, em terrenos adjacentes ao apartamento onde a família McCan esteve alojada de férias de 2007.

As diligências foram requeridas pela Scotland Yard, que nunca fechou a investigação, ao contrário das autoridades portuguesas, que encerraram o processo em 2008.

Na Praia da Luz são visíveis alguns terrenos delineados por fitas, em locais previamente definidos pela polícia britânica.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, no Algarve.