As buscas para encontrar o pescador lúdico que se encontra desaparecido desde domingo nos mares da Madeira foram esta terça-feira retomadas às 08:00 horas e empregarão mergulhadores da Policia Marítima.

«Hoje vamos começar as buscas no local onde se deu o acidente e serão utilizados, caso o mar o permita, mergulhadores da Polícia Marítima, que baterão a zona a ver se o corpo está preso no fundo, junto da costa», revelou à agência Lusa o comandante da Capitania do Porto do Funchal, Félix Marques.

De acordo com o responsável pelo Comando Marítimo da Madeira, «haverá a preocupação de aproveitar ao máximo as melhorias nas condições do mar e a altura da baixa-mar, que acontecerá pelas 11:00 horas, porque a meio da tarde de hoje e até quarta-feira estará de novo em vigor um aviso de agitação marítima forte».

Ainda segundo Félix Marques, as operações serão também «expandidas mais para sul», com a utilização de um navio salva-vidas da Capitania do Porto do Funchal.

O pescador desapareceu na sequência do naufrágio da embarcação em que pescava, ocorrido no domingo cerca das 08:30 na zona do Boqueirão, na Ponta de São Lourenço, na ilha da Madeira.

Segundo o comandante da Capitania do Porto do Funchal, este pescador era um dos três ocupantes da embarcação de recreio «Marés Vivas», com seis metros, que naufragou a poucos metros da costa depois de ter virado devido a uma vaga mais forte.

De acordo com Félix Marques, os outros dois ocupantes (filho e proprietário da embarcação) conseguiram nadar até terra.

As causas do naufrágio da embarcação registada na Vila do Porto, Santa Maria, Açores, ainda são desconhecidas.

O pescador desaparecido tem cerca de 60 anos e é natural do Caniçal.