Um sueco formado em linguística, engenharia civil, economia e física detém o recorde do maior número de artigos inseridos na enciclopédia online «Wikipédia», com um total de 2,7 milhões de textos publicados.

Sverker Johansson escreveu o equivalente a 8,5% de todos os artigos disponíveis na enciclopédia virtual, um número que ultrapassa largamente qualquer outro autor do site.

Segundo o «Wall Street Journal», um terço dos artigos estão escritos em sueco e os restantes em dois dialetos filipinos que abrangem vários temas, incluindo a catalogação de várias espécies de animais «obscuras», como borboletas e besouros, e a descrição de várias cidades filipinas.

No entanto, este sueco de 53 anos não possui uma capacidade sobre-humana de escrever. Por detrás das suas publicações está um software informático que compila automaticamente milhares de artigos.

Criado pelo próprio Johansson, o programa «Lsjbot» procura informação em bases de dados e um pouco por toda a web e monta os artigos, sendo capaz de «escrever» até 10 mil por dia, segundo o criador.

Johansson, que afirma ter demorado meses a desenvolver o sistema, tem apenas de encontrar uma boa fonte, criar um «template» para um determinado tema e depois abrir o programa que trata do texto e da respetiva publicação no site da «Wikipédia».

Apesar do uso destes programas (conhecidos como «bots») não ser uma novidade, muitos dos utilizadores não gostam que os artigos sejam escritos desta forma, ainda que o seu uso faça parte das regras da «Wikipédia».

«Há uma minoria que não gosta. (...) Eu faço isto para criar uma democracia absoluta online», afirmou o criador ao «Wall Steet Journal».



O autor considera que a «Wikipédia» pode vir, um dia, a ter um artigo sobre todos os assuntos possíveis e o seu «bot» é uma forma mais eficaz de conseguir alcançar esse objetivo.